V de Vingança (2005)

v II

Vamos esclarecer uma coisa. De propósito não li a obra original de Alan Moore exatamente para poder assistir o filme primeiro. Adaptações de obras literárias são muito difíceis de serem feitas. Dificilmente ao ver nas telas um livro ou quadrinho lido ficamos satisfeitos, e queria assistir o filme dos irmãos Wachowski de espírito aberto.

E é um filmaço!

Depois de ler o gibi posso até chegar a conclusão que foi mal adaptado ou coisa do gênero, mas como filme é quase perfeito. E por que não perfeito? Por que é duro de acreditar que depois de um ano procurando o esconderijo de V o inspetor Finch (interpretação brilhante de Stephen Rea) no final o ache com tanta facilidade e num golpe do acaso.

Mas não chega a estragar o filme, longe disso.

Todos estão excelentes e temas atuais e esquecidos são levantados com propriedade nos permitindo uma boa reflexão sobre coisas que estamos vendo em nosso dia a dia.

Felizmente os efeitos e as cenas de ação estão na medida certa, deixando para os atores passaram a história de vingança e libertação. John Hurt como o chanceler dá um show, assim como Hugo Weaving e Natalie Portman nos papéis principais.

Agora já posso começar a ler V de Vingança e ver se a idéia original da obra foi passada. Se uma coisa Harry Potter me ensinou foi que filmar um livro palavra por palavra não dá bom resultado, com a exceção de Sin City. Mas no caso da obra de Frank Miller ela já foi escrita quase como se fosse cinema. O importante é que as idéias principais sejam passadas, por isso o nome adaptação. Os ritmos são diferentes, o que funciona bem em um não funciona em outro.

V de vingança como filme é excelente. Com certeza o melhor filme que vi este ano.

(Texto escrito em Agosto de 2006)


u© MARCOS JUNIOR 2013