Good Singin’, Good Playin’ - Grand Funk Railroad (1976)


grand-funk-railroad-good-singin-good-330500


 

O Grand Funk já tinha praticamente se separado quando retornou ao estúdio, sob a batuta de Frank Zappa, para gravar este que seria o último album da década de 70. Nos anos 80 ensaiariam um retorno, sem Mel Schacher no baixo, mas ficaria evidente que Mark Farner já estava em outra sintonia.

Embora não tenha feito um sucesso comercial que buscavam, o disco é muito bom: um adeus com muita dignidade. Talvez tenha sido o disco melhor produzido devido à clareza do som. E que som! Farner, Mel, Brewer e Frost tocaram como nunca e a coleção de músicas que forma Good Singin’ é para lá de respeitável.

Desde a swingada Just Couldn’t Wait, um dos temas nacionalistas que a banda passou a explorar a partir do album We’re An American Band, com destaque para Don’t Let ‘Em Take Your Gun e 1976, e a quase instrumental Out to get You (com guitarra de Zappa), até os últimos acordes de Goin’For the Pastor, tudo funciona bem no album. Fico imaginando o que seria dos três primeiros albuns com a produção dessa bolacha. 

Meu destaque vai para 1976, uma homenagem ao bicentenário da independência e uma bela mostra que quando o Grand Funk resolvia fazer um som stoniano superava a banda inglesa em muito, como já tinham provado anteriormente com o cover sensacional de Gimme Shelter.

O resultado é uma banda controlada, senhora do que está fazendo, sem alguns exageros do passado que por vezes prejudicou o próprio resultado dos discos. O Grand Funk era uma banda de muita garra, explosiva ao vivo, mas que precisava de um pouco mais de controle em estúdio, justamente o que Zappa fez nesse album.

Good Singin’ , Good Playin’ é um disco injustiçado na vitoriosa carreira dessa que foi uma das bandas americanas que lideraram a reação à invasão britânica. Fica melhor a cada audição e trata-se de quase um testamento do talento e da força dessa banda, tão importante na história do rock’n’roll.


u© MARCOS JUNIOR 2013