Cenas da Nova Ordem Mundial - Sergio A. A. Coutinho


Cenas da Nova Ordem Mundial 

Sérgio A. A. coutinho

By Marcos Junior

04 de Junho de 2013

Autor e Obra

Sérgio Avellar Coutinho  é General De Brigada reformado do Exército Brasileiro, autor de diversas obras publicadas e conferencista. Foi um dos primeiros a tratar do Gramsismo dentro do seguimento militar.

Breve Resumo

Cenas da Nova Ordem Mundial mostra a visão do autor sobre a geopolítica mundial nesse início de década, ressaltando o conflito entre a potência hegemônica, os Estados Unidos, e os diversos movimentos de inspiração socialista que ora unidos e ora separados lutam para constituir uma nova ordem, superando a liberdade de mercado e a estrutura democrática. É um livro bastante didático, com muitos diagramas e que mostra que o movimento comunista, longe de se extinguir com o fim da União Soviética, continua firme, agora sob novas inspirações e mais ameaçador do que nunca.  

Key Insights

  • A concepção gramscista foi vitoriosa no Brasil, o que significa que toda a cultura nacional foi subvertida com a inversão e superação dos valores herdados da tradição ocidental. O resultado é uma espécie de prisão mental, caracterizado pelas camadas de mentiras que impedem o brasileiro de pensar com clareza e entender a realidade do que está se passando.
  • O comunismo não acabou. Coutinho conta a história do comunismo e suas diversas divisões. O que terminou com a queda do Muro de Berlin e colapso da União Soviética foi o centro irradiador de uma parte do movimento, de inspiração revolucionária, caracterizando pela conquista do poder por meios violentos.
  • A atual concepção revolucionária é a de Antônio Gramsci, que pretende a conquista da hegemonia cultural precedendo a conquista do governo pelos meios democráticos para então promover a acumulação de poder visando a ruptura definitiva. A revolução socialista virá de dentro da estrutura do estado e não contra ele.
  • Vários movimentos internacionalistas concorrem nesta concepção, destacando-se no Brasil a social-democracia de inspiração fabiana, representada pelo PSDB, além de partidos Gramscistas como os Partidos comunistas, o PPS de Roberto Freire e o PT, que abriga várias correntes de esquerda.
  • A nova ordem mundial se caracteriza pela presença de uma potência militar hegemônica, os Estados Unidos, mas que encontra cada vez mais concorrência de atores velhos e novos como a China, Rússica e União Européia.
  • A Globalização trouxe mais benefícios iniciais aos países ricos, por estarem mais estruturados para uma competição internacional. Entretanto, o Brasil deve entender o processo como uma oportunidade e não como algo a ser impedido. O processo de globalização é irreversível e se num primeiro momento os países em desenvolvimentos não aproveitaram foi por suas próprias culpas, que precisam ser superadas com urgência para aproveitar a oportunidade. 

Aplicações pessoais

  • A maior parte do livro já era de meu conhecimento, mas principalmente os esquemas servem para organizar o pensamento e conectar muitas idéias que estavam dispersas. 
  • Apesar de saber o que é o fabianismo, falta-me muito conhecimento do que seja. É preciso estudar um pouco mais o assunto pois trata-se da matriz de pensamento de um dos principais partidos brasileiros, o PSDB. O que mostra o tamanho de nossa miséria.





u© MARCOS JUNIOR 2013