Hugh Hewitt

Blog

Título Original: Blog - Understanding the information reformation that's changing world

Autor: Hugh Hewitt (2005)

Este é um livro sobre confiança; sobre como a mídia antiga __ a mídia hegemônica __ perdeu essa confiança e como a nova mídia a está conquistando (...) Há uma série de livros explicando o que houve, mas, de forma resumida, isso se deve à ideologia de esquerda que sempre esteve presente e que se tornou tão disseminada, evidente e arrogante que conseguiu deixar metade do país de sobreaviso. Se tem dúvidas quanto a isso, esse livro não é para você. Vá ver novamente seu DVD de Fahrenheit 9/11. Corra à cafeteria para denunciar o controle empresarial de conglomerados midiáticos transnacionais


Hugh Hewitt é um conhecido apresentador de um programa de rádio americano e professor de Direito Constitucional. Possui uma coluna semanal em The Daily Standard e no WorldNetDaily.com. Define-se politicamente como de centro-direita e este é seu quarto livro.

Apresenta um interessante histórico de como se formou o movimento blogueiro na internet e, principalmente, como ganhou força a ponto de ameaçar a mídia hegemônica. E o grande fator foi a confiança com que este novo instrumento de informação alcançou com uma rapidez impressionante, ao mesmo tempo que a mídia tradicional foi perdendo a sua.

É bem claro em relação ao motivo: "A mídia tradicional guinou à esquerda. No vácuo que restou, vieram primeiro Rush, depois os programas de rádio, e então a Fox News e agora os blogueiros". A mídia americana encontra-se dominada pelas teses da esquerda, representada nos EUA pelo Partido Democrata, e com isso o noticiário tornou-se tendencioso, provocando a perda da confiança na imparcialidade da notícia.

Hewitt explica como os editores definem nas redações o que vai ser notícia ou não. O blog veio destruir tudo isso, o blogueiro é editor de si mesmo e decide o que é notícia. Quando acontece de vários blogs influentes darem importância a um fato propositalmente ignorado pela grande mídia acontece uma infestação pela internet e atinge, de vários pontos diferentes,a barreira de proteção para o que se quer esconder. Muitas vezes são centenas ou milhares de blogueiros fuçando os noticiários e usando seus talentos profissionais para desmascarar mentiras vendidas como verdade nos noticiários.

O autor apresenta quatro casos que mostram esta nova dinâmica. Um deles envolveu o candidato derrotado nas últimas eleições presidenciais americanas, John Kerry. O democrata resolveu centrar sua campanha em seu passado no Vietnã, colocando-se como o homem certo para conduzir a guerra no Iraque. A partir de um blog de veteranos, o Swift Boat Veterans, iniciou-se uma infestação, ignorada o quanto pode pela mídia, que conseguiu mostrar que muitas histórias de Kerry eram mentirosas, o que acabou sendo reconhecido pela própria campanha do candidato. O importante é que a mídia tradicional tentou defender o candidato, ridicularizando o blog, mas no final teve que reconhecer que não conseguiu competir com a capacidade de uma centena de pessoas vasculhando o passado escondido do candidato, com direito a depoimentos de ex-comandados do democrata.

Hewitt compara a revolução dos blogs na mídia com a reforma protestante de Lutero. Coube à invenção da imprensa, que permitiu a impressão da Bíblia, tornar-se o grande fator para a revolução que tomou a Igreja Católica de assalto. O mesmo papel está sendo reservado para a mídia Hegemônica, que não tem mais como controlar o fluxo de informações.

Um livro interessante que mostra aspectos de uma revolução em andamento e nos dá muita coisa para pensar.

(By Marcos jr, 2007)



u© MARCOS JUNIOR 2013